sexta-feira, 23 de abril de 2010

VALE A PENA LER E OUVIR SEMPRE!


Foi uma noite de quinta-feira muito agradável na FNAC do Barra Shopping. Oportunidade ideal para rever amigos e colegas, ouvir ótimas histórias de Aguinaldo Silva e conhecer os autores do excelente “A seguir cenas do próximo capítulo”, André Bernardo e Cíntia Lopes. Para promover o lançamento do livro, Aguinaldo Silva deu o ar de sua graça e respondeu perguntas feitas pela dupla de autores e também do público presente.

AGUINALDO SILVA: “Escrever novela demanda 10% de talento e 90% de disciplina”.

Aguinaldo Silva posa com minha amiga, a simpática Ivy.


Sempre simpático, agradável e rápido no gatilho, Aguinaldo relembrou histórias de suas antigas novelas, comentou sobre o processo de criação e produção das telenovelas e falou sobre o futuro do gênero pelos próximos anos. Entre outros comentários, Aguinaldo confessou que ter escrito “Tieta” foi sua grande alegria como autor, já que foi graças à novela que consolidou seu talento e vocação para tramas regionalistas. O autor também destacou seu pioneirismo ao ambientar uma novela na Baixada Fluminense (“Senhora do Destino”) e ao criar uma das primeiras mocinhas não-virgens das novelas, a Linda Inês (Giulia Gam) de “Fera Ferida”, assunto que, segundo ele, gerou uma discussão de três horas com os co-autores. Sobre o trabalho de autoria, Aguinaldo opinou que um autor de novelas precisa ter 10% de talento e 90% de disciplina, já que são meses de sacrifício e de dedicação integral ao trabalho. Para ele, os personagens são as únicas pessoas reais que fazem parte de sua vida durante a novela. Como método de trabalho, o autor confessou que utiliza um caderno de chamadas como se fosse uma classe escolar com todos os personagens em ordem alfabética. Isso garante que nenhum deles fique ausente por mais de três capítulos.

Também declarou ser imprescindível a interferência do público no trabalho do novelista, pois enquanto a novela vai sendo escrita, o autor pode conferir a reação do espectador, que praticamente escreve a novela com ele e assim, mudar o que não está dando certo e investir no que está fazendo sucesso: uma obra em progresso, nas próprias palavras de Aguinaldo.

E com relação ao futuro da telenovela? Mesmo sem saber de que forma isso se dará, Aguinaldo deixou um recado e uma ótima notícia àqueles que desejam ingressar no mercado: que não desanimem, pois as novelas ainda continuarão a existir por muito tempo: e que sua nova Master Class, que tem como objetivo formar novos roteiristas, começa na próxima segunda, mas no ano que vem haverá novo processo seletivo. Leia mais sobre a primeira Master Class em: http://euprefiromelao.blogspot.com/2010/02/marido-de-aluguel-vitoria-de-aguinaldo.html

O LIVRO

 Para quem ainda não conferiu, é leitura obrigatória. Dez dos principais autores de novelas do país revelam segredos, métodos de trabalho e relembram histórias. André e Cíntia souberam, de forma natural e descontraída, extrair narrativas que revelam o estilo e a personalidade de cada autor: a busca pela ousadia de Lauro César Muniz; a capacidade de Gilberto Braga de parar o Brasil em torno de suas tramas; o talento para comédia e tramas policiais de Sílvio de Abreu; o regionalismo e as heroínas valentes de Aguinaldo Silva; as tramas de Glória Perez que unem folhetim e modernidade; o talento de cronista do cotidiano de Manoel Carlos; as epopéias rurais de Benedito Ruy Barbosa; o humor inteligente e ágil de Carlos Lombardi; o humor popular de Walcyr carrasco; e a capacidade de criar tramas simples e envolventes de Walther Negrão.


E talvez pelo fato do livro não ter nenhum vínculo institucional, os autores se sentiram à vontade em revelar histórias de bastidores, incluindo inimizades e parcerias artísticas que não deram certo, relações conturbadas entre os autores com direção ou elenco, entre outros bas-fonds... Aguinaldo, por exemplo, revela detalhes de sua briga com Dias Gomes na época de “Roque Santeiro” e a reconciliação anos depois. Isso só pra dar um gostinho. Quem quiser saber mais, que adquira o livro. E como se não bastasse, contém o roteiro de cenas antológicas que marcaram a história das telenovelas, como o famoso café da manhã de Otávio e Charlô (Paulo Autran e Fernanda Montenegro) que terminou em pastelão em “Guerra dos Sexos”, um dos muitos embates entre Raquel (Regina Duarte) e Maria de Fátima (Glória Pires) na emblemática “Vale Tudo”, o reencontro emocionante de quarenta anos depois de João Maciel (Paulo Gracindo) e Carolina (Yara Cortes) em “O casarão”, entre outras.

Para os aficcionados do gênero, leitura obrigatória. Para o público em geral, instigante e revelador. A teledramaturgia agradece e saúda publicações do gênero que, felizmente, começam a aparecer com mais frequência nas prateleiras.

Este que vos fala e os autores André Bernardo e Cíntia Lopes.


Momento "Onde está Wally": tem melão nas paradas!

18 comentários:

RÔ_drigo disse...

Te achei de polo verde(aquilo é verde?rs)... Atras do meu amigo e xara Rodrigo, o Rocha=p

O Vitor viu... disse...

Sim, Doguinho, mas não estou de verde. Veja nas fotos acima daquela que estou de "amarelo-melão"...rs!

Rodrigo disse...

Sale, Vitão e Xará! Vitor bom rever você, manda um abração pro Carlos. Mermão, boa sorte pra você. Você merece!

aguinaldo silva disse...

VICTOR MEU CARO, EU TE VI LÁ ONTEM, QUERIA TE DAR UM ABRAÇO, MAS O PESSOAL SAIU ME ARRASTANDO... OBRIGADO, BEIJÃO!
AGUINALDO SILVA

Wesley disse...

Vitor, como sempre nos dando todas as coordenadas sobre os eventos que abalam o Rio e consequentemente nos deixando a par de tudo.

Melão, sucessão merecido!

Wesley disse...

Ah, sem esquecer de frisar a simpatia do Aguinaldo, que sempre nos brinda com ótimas entrevistas.

ALADIM MIGUEL disse...

Que bacana amigo! Eu vi a entrevista do André e da Cíntia no Sem Censura deste mesmo dia. Mais uma vez você deu show no melão rs rs rs Abraços

Arquivo Lucélia Santos / RJ

Elton Menezes Severo disse...

Não estava sabendo nem do livro, nem do evento.
Ainda bem que quem prefere melão sempre se mantém informado!
Um abraço, Vitão.

Anônimo disse...

Mais uma vitória do Melão!

Abs, Eddy

Duh Secco disse...

O livro é ótimo! O evento parece ter sido também. Adorei o post!

Sucesso, Melão!

Ivan Marcio disse...

achei vc!!!!

Como eu queria estar la!!!!

Vicente disse...

Esse Vitor é mesmo "O Cara"!
Que bom que fiquei sabendo da existência deste blog. Ele hoje faz parte do meu dia-a-dia (ainda se usa crase?). Sempre antenado e com um conteúdo que se supera a cada dia... Agora, Eu(também)Prefiro Melão!

Diego disse...

Oi Vitor , me chamo Diego , conheci seu blog na comunidade Teledramaturgia e desde então leitor assíduo . parabens pelo trabalho.
Olha , sei que aqui não é o lugar mais indicado, mas leio sempre a Teledramaturgia , porem não faço parte da mesma , gosto muito de telenovelas e adoraria dividir minhas opiniões lá com vcs , se possivel vc poderia me indicar ? a comu só aceita membros por indicação . Obrigado desde já pela atenção

Anônimo disse...

Vi, parabéns pelo excelente trabalho que você tem desenvolvido! É por essas e por outras, que nós preferimos Melão...rs

abraços

Paulinho

O Vitor viu... disse...

Obrigado a todos pelo carinho e respeito com o meu trabalho. O sucesso do blog também é de vocês! Super abraço!

O Vitor viu... disse...

Diego, valeu pela força. Quanto a entrar na comu, seu pedido já está aceito. Faça a solicitação lá pelo orkut. Abraços!

Diego Ibanhez disse...

Obrigado Vitor , vou solicitar agora mesmo na comunidade minha participação , valeu

Ivy disse...

Valeu Vitinho pelo "simpática"!! hehe
e tambem por incluir meu blog na sua lista!! gracias
beijos e sucesso sempre ao Melão

Prefira também: