quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

10 motivos para assistir a “Top Model “no “Canal Viva”



E o Canal Viva, esse lindo, continua nos brindando com re-reprises até então impensáveis. A queridinha da vez é “Top Model”, célebre novela de Walther Negrão e Antonio Calmon e um dos maiores sucessos do horário das sete. A exemplo do que fiz com “Vale Tudo” listei abaixo 10 motivos que fazem dessa reprise um programa imperdível. Vamos a eles:


1)   MALU MADER



Malu Mader já era uma das estrelas mais promissoras da casa, afinal já tinha se destacado em “Ti Ti Ti” e protagonizado “Anos Dourados” e “Fera Radical”, mas foi aqui que entrou, definitivamente, para o primeiro time da televisão.  Na pele de Duda, a top model do título, Malu estava no auge da beleza e juventude e com um carisma gigante. Sem dúvida, uma das atrizes de maior empatia com o público até hoje.

2)   MEMÓRIA AFETIVA

Quem viveu aquela época confunde suas próprias lembranças com as lembranças da novela. Que adolescente nunca desejou ser um dos filhos de Gaspar (Nuno Leal Maia)? Impossível não rever a novela e não recordar o que estávamos fazendo na época.

3)   MELODRAMA ENSOLARADO

Há quem tenta decifrar até hoje o que tem de Negrão e o que tem de Calmon na novela. Posso estar enganado, mas a mim me parece muito claro que o estilo jovem e ensolarado que Calmon já tinha mostrado em “Armação Ilimitada” se uniu ao típico estilo novelão de Walter Negrão. “Top Model”, além de sol, praia e diversão, tinha elementos autênticos de melodrama (o que faltou em “Vamp”) como o fato do mocinho Lucas (Taumaturgo Ferreira) ser filho bastardo do vilão Alex (Cecil Thiré) e os inúmeros dramas familiares, como a disputa entre irmãos, triângulos amorosos, doenças incuráveis e outros elementos indispensáveis a um bom folhetim. Um casamento perfeito do estilo dos dois autores.

4)   TRILHA SONORA

Uma das trilhas sonoras mais lembradas de todos os tempos. Como não amar “Oceano”, megassucesso de Djavan e tema do casal principal Duda e Lucas, tocando 36363 vezes por capítulo? E ainda há outras canções que viraram superhits na época e tocaram incessantemente na novela como “À Francesa”, na voz de Marina; “Vida”, de Fábio Júnior; “Hey Jude”, versão de Kiko Zambianchi para o clássico dos Beatles; “Fica comigo”, hit chiclete da banda Placa Luminosa, espécie de Roupa Nova que sumiu tão rápido como surgiu; e “Essa Noite, não” (minha favorita), de Lobão. Também merecem destaque “Independência e vida”, canção pouco conhecida de Rita Lee; “Babilônia Maravilhosa”, com Evandro Mesquita; “Bobagem”, de Léo Jaime e “Nega Bom Bom”, que tinha o verso mais sacana “punhetinha de verão” que todo mundo repetia no LP. E a trilha internacional também trouxe um punhado de sucessos, de Bee Gees a Tina Turner. O chiclete “Oceano” foi substituído por “Right here waiting”, na voz de Richard Marx, tema principal de onze entre dez festinhas adolescentes da época. Do tempo em que os jovens ainda dançavam de rosto colado.

5)   JOVENS TALENTOS

Flávia Alessandra, Adriana Esteves e Gabriela Duarte: estreantes

“Top Model”, sem dúvida, tem o elenco jovem mais talentoso das novelas, de fazer inveja a qualquer temporada de “Malhação”. As beldades Gabriela Duarte, Adriana Esteves e Flávia Alessandra estreavam diretamente do concurso do Faustão vencido por Flávia que, estranhamente, ficou com o menor papel das três. Jonas Torres, o eterno “Bacana”, aqui já adolescente confirmando seu talento; Carol Machado, Henrique Farias, Rodrigo Penna, Igor Lage, todos ótimos! E Marcelo Faria também estreando em novelas. 



6)   ELENCO DE PESO

Além do ótimo time de atores jovens, “Top Model” também tinha ótimos atores no time de coadjuvantes, como Eva Todor, sempre engraçada na pele de Morgana, a mãe maluquinha de Gaspar e Alex; os saudosos Felipe Carone, Luiz Carlos Arutin e Chiquinho Brandão; Jonas Bloch, Denise del Vecchio, Cissa Guimarães, Suzana Faíni e Jacqueline Laurence, todos em ótimas atuações; e Maria Zilda, sempre muito bem em tipos bandidos sensuais, aqui como Marisa, o pomo da discórdia dos irmãos Kundera.

7)   PAINEL DE UMA ÉPOCA

Para aqueles que gostam de comparar as diferenças entre duas décadas, a novela também é um prato cheio, a começar pelos figurinos cafonas oitentistas considerados chiquérrimos para a época; a beleza natural pré-siliconada e marombada de belas modelos e garotas da praia; e o próprio termo “top model” até então desconhecido do grande público.

8)   PARTICIPAÇÕES ESPECIALÍSSIMAS

Regina Duarte, entre Evandro e Nuno, como uma surfista
Outros momentos deliciosos de “Top Model” foram as participações mais que especiais das mães dos filhos de Gaspar (Nuno Leal Maia): Susana Vieira como a mãe de Elvis (Marcelo Faria); Regina Duarte fazendo a mãe de sua filha na vida real, Gabriela Duarte, que fazia a Olívia; e Rita Lee, como a mãe de Jane e Ringo (Carol Machado e Henrique Farias), que era uma extraterrestre e partiu em um disco voador. Como não amar?

9)   TRIO VERSÁTIL

Não deixa de ser divertido também ver Nuno Leal Maia como Nuno Leal Maia, Taumaturgo Ferreira como Taumaturgo Ferreira e Evandro Mesquita como Evandro Mesquita (risos).

10)DRICA E ZEZÉ

“Top Model” também marcou a ascensão de duas atrizes pouco conhecidas na época e que hoje são grandes estrelas: Drica Moraes e Zezé Polessa. A primeira arrancou gargalhadas na pele da sonhadora empregada Cida, apaixonada por cantores bregas. Já Zezé marcou como a atrapalhada Naná, espécie de Zelda Scott balzaquiana, principal pretendente ao coração de Gaspar. O bordão de Naná, “meleca” fez o maior sucesso na época.

Zezé Polessa, impagável como Naná
_________________

E vocês? Estão acompanhando a reprise? Quais são suas melhores lembranças de “Top Model”?

9 comentários:

Marcelo disse...

Adorei os seus "10 motivos", Vitor!
Até por que eles também são os meus (se bem que eu tenho bem mais que 10 motivos...rs). :D

E vc acertou em cheio quando diz que quem viveu aquela época confunde suas próprias lembranças com as lembranças da novela. Eu sou um exemplo disso.
Gostava tanto dos Kunderas que, na época, não os via apenas como meros personagens de novela. Eles tiveram uma importância e significado muito grande pra mim.

Muuuuito bom reviver tudo isso novamente. :)

Emerson Felipe disse...

Ótimos e muito bem justificados 10 motivos para ver Top Model no Viva, Vitor!

Em 1989 não vivi o fenômeno Top Model, tinha apenas 3 anos na época, então a novela é inédita para mim; estou adorando o clima solar e praieiro do Calmon em perfeita união com folhetim do Negrão.

Curioso que tanto em termos de história quanto aspectos técnicos a novela continua atualíssima. E a abordagem dos conflitos adolescentes - mudanças no corpo em razão da puberdade, masturbação, primeiro namoro primeira vez - é bem realista e de fácil identificação, daí a grande identificação dos jovens com a novela na época. Temas necessários cada vez mais escassos e mascarados na teledramaturgia atual em razão da ''patrulha moralista'', infelizmente.

Leonardo disse...

Ótimo texto. Você enganou e escreveu Zezé Motta. O correto é Zezé Polessa.

O Vitor viu... disse...

Ooops, ato falho. Corrigido. Obrigado por avisar, Leonardo!

Júnior Bueno disse...

Oi, Vítor, adorei a lista, pena que eu não veja a reprise no Viva como eu queria, ando sem tempo.

Quanto ao trio revelado no Faustão, Flávia Alessandra ganhou pq concorreu a final sozinha. No domingo da final o Rio de Janeiro foi inundado por uma enchente e nem Adriana nem Gabriela puderam comparecer ao programa. Passou uma matéria no Video Show sobre isso.

Minha lembrança mais marcante da época é a música da Marina, eu era bem criança e cresci achando que À francesa era o tema de abertura da novela.

Seu blog sempre ótimo, um abraço!

Diogo C. disse...

Só pela Malu Mother, já compensa assistir Top Model! hehe

A novela, a pesar de ter algumas "#calmonzices", nem parece novela do Antônio Calmon.

Lucas Marciel disse...

Ótimos motivos para asssitir essa reprise de Top Model ! Eu, provavelmente não era nem um delirio da minha mãe durante da primeira exibição da novela rs, e tinha grande curiosidade a respeito dela.

E me surpreendeu o fato de minha irmã, de 13 anos, que se entrete com os atuais programas/novelas juvenis ter simpatizado com a novela, depois de passada a estranheza inicial, quando ela criticava desde as roupas ás gírias usadas na novela, me surpreendeu em como a novela é atemporal e pode cativar telespectadores duas décadas depois, mesmo com todas as mudanças na atosmofera dos jovens.

Abçs !!

Cah disse...

A novela é um arraso!!!

Amo e fico acordada até as 2h da manhã assistindo, pois trabalho e não consigo ver no horário da tarde!
É tão bom ver o talento de atrizes hoje consagradas ainda tão novinhas na época.

Eu não tive a oportunidade de assistir a novela antes, pois eu simplesmente não havia nascido ainda! =D Mas há muito eu queria assistir, pois já havia ouvido muitas coisas boas a respeito.

O mais legal disso tudo é que, apesar de nunca ter assistido a novela, vejo cada capítulo como se já fizesse parte da minha memória há muito e não sou a única apaixonada aqui em casa: minha mãe de 50 anos e minha irmã de 10 simplesmente ADORAM a trama! Três gerações diferentes (eu tenho 21) cativadas... Lindo isso!

André Luís Cia disse...

Top Model marcou minha adolescência, principalmente porque tudo aquilo que os jovens estavam vivendo eu também vivia na época.
Desde então, fiquei apaixonado pelo trabalho da Malu Mader e de atrizes que eu desconhecia e que hoje admiro muito: Drica Moraes e Denise Del Vechio.

Prefira também: