domingo, 13 de setembro de 2009

Blogueiro convidado: Fellipe Carauta

"Queridos, desta vez este blog tem a honra de publicar um texto do talentosíssimo e grande amigo Fellipe Carauta, que registrou suas impressões sobre Tony Ramos ao conferir seu desempenho como Opash em "Caminho das Índias". Obrigado, Fellipe, por enriquecer esse espaço".

Quando Tony me tirou o Sono



Não é novidade para ninguém que Tony Ramos figura entre os maiores da dramaturgia brasileira. Mas, para mim, depois de começar a assistir Caminho das Índias, ele passou a figurar entre os maiores de todos os tempos. E tudo ia “muito bem, obrigado” até eu resolver, num arroubo aquariano, entender racionalmente essa aceitação tácita do meu coração. A partir desse momento, Tony passou a me tirar o sono! Com o intuito de me “livrar” dele e recuperar a paz, eu aventava possibilidades:

Seria o profissionalismo religioso e responsável? Também, mas não só.
Seria o estudo meticuloso de cada papel? Também, mas não só.
Seria a perfeita composição do personagem? Também, mas não só.
Nada era conclusivo para aplacar minha inquietação até assistir à cena em que Opash descobre que é filho de Shankar. Tudo ficou claro como num legítimo “Fiat lux” e eu me senti um imbecil! Como não fui capaz de perceber que Tony carrega em seus olhos todas as emoções da sua alma e por isso consegue tocar tão fundo nossos corações e nos fazer rir e chorar como um Deus? Lamentável! Mas ao menos desvendei o mistério: Tony pertence à rara “casta” daqueles que conseguem ter os olhos de Deus.


Obrigado, Tony, por toda a beleza do seu trabalho!

Fellipe Carauta

6 comentários:

O Vitor viu... disse...

Lindo texto, amigo! De fato, o talento de Tony é incontestável, mas ele consegue o fenômeno de se agigantar e se reinventar a cada trabalho. Não sabemos quais serão seus limites, se é que ele os tem...rs!

Aliás, o ápice de emoção do último capítulo da novela se deve a três grandes atores: Tony Ramos, Laura Cardoso e Lima Duarte. O show foi todo deles (e da Bethânia tb....kkkkk).

Obrigado mais uma vez por enriquecer este blog. A casa é sua! Volte sempre! rs...

esdras b disse...

Tony Ramos realmente dispensa elogios, sempre perfeito, pena q estamos falando de uma novela horrenda como foi Caminho das Índias. Infelizmente nem todo o imenso talento de Tony conseguiu salvar tamanha chatice!!!

Luiz disse...

Usando una das frases de efeito de nossa amiga Tammy: "Tô sem palavras"!rs

Ivan Marcio disse...

eu to é embasbacado com o texto do Felipe!!!! meu Deus! q lindo!!!!

e d d y disse...

Quaisquer adjetivo que eu pudesse atribuir, ainda assim, seria pouco para o talento de Tony Ramos. Tal como Fênix, ressurge das cinzas, se renova á cada trabalho, nos brindando com interpretações magistrais á cada novo personagem. Grande Tony!

E a cena da última sexta, protagonizada por Laura Cardoso, Lima Duarte e o glorioso Tony valeu por Caminho das Índias inteira. Atchá!

aldeia disse...

confesso que muitas vezes não gostei do estilo de interpretação de alguns atores, inclusive do Tony, ator que na maioria das vezes gosto muito...porém no último capítulo ele mostrou uma grandeza e até ascendência ao seu mestre por natureza, Lima Duarte...aliás, pra mim todo o capítulo rodou em volta de Opash....

Prefira também: