sexta-feira, 23 de julho de 2010

Gilberto Braga: a cereja do bolo de aniversário do melão!!!

                                                                                                       
Sobre a telenovela: "É a única chance do espectador médio ter contato com emoção". (Gilberto Braga)



Sim, meus queridos leitores! Não poderíamos ganhar melhor presente. O nome Gilberto Braga dispensa qualquer apresentação. Seu nome já se tornou sinônimo de excelência em nossa teledramaturgia e referência absoluta pra qualquer pessoa que aspira a escrever telenovela. E mesmo atribulado com os primeiros capítulos de sua próxima novela em parceria com Ricardo Linhares, “Insensato Coração”, Gilberto teve a gentileza e a delicadeza de responder umas breves perguntas exclusivamente para nós. Dentre as breves, mas concisas e precisas respostas, o autor nos revela que ensaiou escrever uma minissérie a partir de “Ligações Perigosas”, sobre a influência da música em seu processo de criação, da contribuição de Aguinaldo Silva para a mítica “Vale Tudo”, entre outros assuntos. Curta, breve, mas deliciosa entrevista. Sim, Posso ficar todo prosa... Gilberto Braga também prefere melão...rs!





 

1) O que podemos esperar de sua próxima novela, “Insensato Coração”? Quanto menos esperarem melhor pra não se decepcionarem.

2) Suas minisséries são sempre antológicas e marcantes. Pensa em escrever outras? Se sim, já tem alguma ideia em mente? Não tenho. Gostaria de ter uma idéia bacana como Anos Dourados e Anos Rebeldes. Ainda não tive. Tentei desenvolver uma a partir de Ligações Perigosas do Laclos, mas estava saindo imoral demais, talvez perniciosa, achei melhor desistir. Fico esperando surgir a idéia, não é fácil.


3) A alpinista social talvez seja sua personagem mais recorrente e nenhum outro autor escreve tão bem esse tipo quanto você. Por que essa recorrência e o que acha que mais fascina o público a respeito delas? É que eu conheço essas mulheres. O fascínio sobre o público deve ser pelo mesmo que sinto, elas são divertidas demais.


4) Como foi a parceria com Aguinaldo Silva em “Vale Tudo”? O que você destacaria como a grande contribuição dele para a novela estilisticamente falando? Contribuição total. Ele fazia as escaletas, que são a alma da novela, em termos técnicos. E alguns personagens acabaram sendo mais dele do que meus, como a Raquel (Regina Duarte) e seu grupo. Aguinaldo é um autor mais popular do que eu, por isso, acho, Vale Tudo fez tanto sucesso.


5) Alcides Nogueira e Ricardo Linhares foram seus parceiros mais recentes em “Força de um desejo” e “Paraíso Tropical”, respectivamente. Quais as dores e delícias de se criar uma historia em parceria? Eu já não seria mais capaz de escrever qualquer coisa sozinho. Nem que fosse pela companhia. Meu ídolo Billy Wilder sempre escreveu com um colega.


6) O que o motivou a publicar o roteiro de “Anos rebeldes”? Interesse do editor, o Paulo Rocco. Ele achava que há um público para o livro que fizemos.

7) Você já declarou que a música está sempre presente em sua vida. Ela o inspira muito no processo de criação? Alguma canção já o inspirou a criar algum personagem, por exemplo? O melhor exemplo é Isto aqui o que é? do Ari Barroso, para criação da Raquel de Vale Tudo. E Brasil, do Cazuza para a temática geral da mesma novela.


8) Alem de sua conhecida paixão por cinema, você também é fã de séries? Quais suas favoritas?
De longe Sex and the city.


9) O que o Gilberto Braga faz nos momentos em que não está trabalhando? Eu confundo lazer e trabalho, não separo. Estou sempre trabalhando. E no trabalho tento me divertir, na medida do possível.


10) Na sua opinião, qual o papel da telenovela na vida do brasileiro? É a única chance do espectador médio ter contato com emoção. A vida do brasileiro é muito dura.


Obrigado, Gilberto! Papo rapidinho, mas saboroso, não acham?
_______________________________________________

11 comentários:

Ivan Marcio disse...

FIRST!!!! ehehhehehe q luxo!
Gilberto é sempre sinônimo de elegancia e sofisticação! um sabor a mais pro tão delicioso melão!
Parabéns Vitor

Eu, Wesley disse...

Que entrevista gostosa! Rápida (estilo do GB), mas muito concisa. Ele é um mestre e essa entrevista vem reforçar ainda mais o privilégio do Melão.
Nota 10!!!!!!

TH disse...

Feliz pelo Melão, cada dia mais sofisticado e trazendo os mestres da teledramaturgia.

Leonardo Távora disse...

Gilberto Braga é mesmo um mestre. Nessa entrevista eu ressalto, como importantes, duas coisas:
1 - Parcerias. É importante tê-las. Tem autores que insistem em escrever sozinhos. Nada contra, mas um texto dramatúrgico que precisa de uma boa velocidade para o produto final (a novela), precisa de mais que uma cabeça na criação. Agora, é preciso respeitar o parceiro, como ele me pareceu, elogiando todos. Senão, tudo desanda, e um sucesso pode se transformar em um fracasso, artístico e comercial.
2 - Quem escreve sempre acaba confundindo lazer com trabalho. É incrível, mas não dá pra deixar de ser autor quando se está passeando, em um momento de lazer. Nossa mente (e aqui eu falo nossa, pq comigo tb é assim) está 24h ligada, observando pessoas e situações, pra criar os universos fantásticos das histórias. Dá pra se divertir, mas não dá pra deixar o escritor em casa.

Enfim, acho q escrevi demais. Parabéns por mais uma entrevista maravilhosa, Vitor!! Grande abraço!!

RÔ_drigo disse...

Curto&Fino!
Esse b(l)o(g)lo de melão é saboroserrimo,rs...E a cereja é A Cereja!!

Daniel Pepe disse...

Que surpresa mais agradável! Como disse o Artur Xexéo: existem as novelas, e as novelas do Gilberto Braga. =P

Duh Secco disse...

Gilberto é um gênio! De longe, meu preferido. Ótimo, Melão! Mais uma vez. rsrs

budrush disse...

Venho acompanhando o blog já há um certo tempo, mas nunca comentei. Então, vou estrear agora: Vitor e cia, parabéns pelo conteúdo de alto nível que o Melão vem apresentando. Muito bom mesmo!

Quanto ao Gilberto, evidente que é dos meus autores preferidos. Estou lendo o livro com o roteiro de Anos Rebeldes, e é realmente uma delícia. E eu sempre acho graça das respostas do autor nas entrevistas que concede, ele passa a impressão de ser uma espécie de "ranzinza-rebelde-sofisticado", sempre muito sincero e às vezes até ácido demais.

Parabéns pelo 1º ano de vida do blog, e vida longa ao Melão! ;)

Tide disse...

Grande Gilberto!!!! Mestre absoluto, ser humano da maior qualidade.
E o Melão bomba cada vez mais.
ADORRRRREI!

Denis . disse...

O Melão tá podendo, rs! Adorei a entrevista, parabéns, Vítor!

Fábio Leonardo disse...

Gilberto é, realmente, a cereja do bolo. Hour concours!

Prefira também: